Buscar
  • LanOffice

Imposto de Renda - 2020

Com a chegada de mais um ano milhares de brasileiros começam a consultar o que há de novo no Imposto de Renda 2020. Isso porque ele é um imposto que merece atenção de muitas pessoas. Para saber do que se trata e quem precisa efetuar esse pagamento, é preciso entender o tributo. Por isso, reunimos as principais informações sobre o assunto, para que você não comece esse ano com dúvidas sobre o Imposto de Renda 2020.



Também conhecido por Imposto sobre o Rendimento, o Imposto de Renda (IR) é uma taxa cobrada anualmente, sobre os ganhos de alguns cidadãos brasileiros. De acordo com o rendimento de cada um deles, a cobrança passa a ser obrigatório.

Sempre que é definido um piso acerca do valor mínimo para a contribuição, os trabalhadores deverão ir em busca dos seus valores. Isso porque é preciso que seja feito um cálculo do Imposto de Renda para uma declaração de imposto justa.


Conforme os ganhos dos contribuintes, incluindo, por exemplo o valor do seu salário, maior será a taxa aplicada sobre ele. Em contra partida existem os quesitos de isenção do Imposto de Renda. Continue lendo e saiba mais!


Quem deve declarar Imposto de Renda?


Mesmo sendo um assunto muito comentado entre os brasileiros, obrigatório e anual. Ainda surgem muitas dúvidas sobre os seus procedimentos. Se você teve um rendimento superior neste ano, veja a seguir quem realizar a declaração do Imposto de Renda:


  • Trabalhadores brasileiros que tiveram um rendimento tributável superior à R$ 28.559,70;

  • Rendimentos tributáveis ou não tributáveis direto da fonte superior ao valor de 40.000,00;

  • Trabalhadores rurais com receita bruta anual superior ao valor de R$ 142.798,50;

  • Cidadãos até o fim do ano anterior passaram a ter posse de bens cujo o valor ultrapassou o valor de R$ 300.000,00;

  • Obteve ganho de capital sobre alienação de bens e direitos;

  • Cidadãos que tiveram operações na bolsa de valores, mercados futuros ou atividades parecidas;

  • Cidadãos do setor rural que queiram realizar compensação de prejuízos e perdas nos anos passados.

  • Se oficializou como cidadão brasileiro, se encontrando no país no último mês do ano anterior.

Quem NÃO deve declarar Imposto de Renda?


Ciente a quem está destinado esse imposto, veja também, quem não precisa declarar Imposto de Renda 2020:

  • Cidadãos que não se enquadrem nos requisitos que citamos no tópico anterior;

  • Cidadãos atendam alguns desses requisitos, mas já tenham sido declarados como dependente de outra pessoa que também efetua contribuições;

  • Cidadãos que passaram a ter posse de bens e direitos sem ultrapassar o valor de R$ 300.000,00, no último mês do ano anterior.

  • Separamos a seguir, um vídeo super completo a respeito das principais dúvidas sobre o IR nesse ano. Assista-o e fique por dentro do assunto!


Valor do Imposto de Renda 2020

Para informar precisamento qual o valor do Imposto de Renda 2020 destinado a cada brasileiros com base nos requisitos que já citamos, é preciso levar em conta alguns pontos.

Isso porque é definido pela Receita Federal os valores conforme a aplicação de alíquotas. Estas são estabelecidas conforme o tipo de renda dos contribuintes e os seus ganhos mensais.


Então, quem quiser saber a taxas definidas para os impostos retidos direto da fonte, precisa se basear nas definições das alíquotas. 

Depois de entregue a declaração e pago o tributo, a Receita Federal analisa todas as informações e pode conceder descontos nas deduções. As deduções fiscais são esclarecimentos sobre os pagamentos de outros impostos e de gastos gerais do contribuinte. 


Com isso, o valor é reduzido e o trabalhador recebe seu “troco” por meio da restituição paga em até sete lotes durante o ano. 


Declaração do Imposto de Renda 2020


Embora seja um procedimento que demande atenção, não existem muita dificuldade para aprender como declarar Imposto de Renda 2020.

Para cada procedimento é necessário checar seus detalhes, para que você não tenha problemas futuros. Entre todas as informações que precisará repassar, estarão:

  • Dívidas e ônus reais;

  • Pagamentos efetuados;

  • Bens e direitos recebidos;

  • Doações já realizadas;

  • Importações;

  • Imposto pago;

  • Imposto retido Rendimentos;

  • Dependentes;

  • Outras rendas;

  • Entre outros.

O preenchimento é feito de maneira virtual com programa instalado em computador

O contribuinte pode fazer a declaração sozinho, ou caso sinta necessidade, contar com a ajuda de um contador. 


0 visualização
Entre em

Contato